Endereço comercial para comércios: como funciona

Neste post, você verá:

  • O que é endereço comercial
  • A diferença entre endereço fiscal e endereço comercial
  • Os benefícios do endereço comercial
  • Como os escritórios inteligentes podem contribuir

Um dos principais desafios dos empreendedores prestadores de serviços, é lidar com a clientela. Ora estão na estrada, ora executando o serviço. Quando necessário, é preciso parar por alguns minutos para atender telefonemas e organizar sua agenda para os próximos clientes. Uma rotina praticamente diária.

O que é endereço comercial

 

Para auxiliar na busca pela formalização do negócio e a ampliação da qualidade no atendimento ao cliente, se faz necessário um endereço comercial. Seja através de um ponto comercial fixo, alugado ou em residência própria, os empreendedores podem receber seus clientes ou atendê-los diariamente, pelo telefone ou pela internet.

Contudo, os altos custos com aluguéis e investimentos mobiliários para a estruturação de uma sede própria para a sua empresa, acabam afastando os empreendedores de realizar tal feito. Principalmente, quando os principais investimentos devem ser alocados nos equipamentos e máquinas que realizam os serviços.

A diferença entre endereço fiscal e endereço comercial

Mas, é preciso entender uma pequena, mas importante diferença, entre endereço fiscal e comercial. Embora exista a similaridade dos nomes, ambos possuem significados diferentes e atendem à necessidades completamente diferentes de uma empresa e da legislação vigente no Brasil atualmente.

Endereço fiscal visa declarar aos órgãos responsáveis a localização da empresa, também chamado de domicílio fiscal, ou seja, onde a empresa irá operar, para fins de registro e fiscalização. Já o endereço comercial, visa apresentar aos clientes, parceiros e colaboradores, uma estrutura para o desenvolvimento da empresa.  

Os benefícios do endereço comercial

O endereço comercial possui inúmeros benefícios, entre eles:

  • Permite o atendimento aos clientes de modo direto, para realização de vendas, por exemplo;
  • Possibilita o atendimento aos clientes através do telefone e da internet, através dos profissionais envolvidos;
  • Organiza a alocação dos colaboradores para realização das principais tarefas da empresa;
  • Amplia o branding, criando uma ligação entre o ponto comercial e o público.

Como os escritórios inteligentes podem contribuir

Porém, como vimos acima, os altos investimentos e a burocracia para a criação de uma estrutura física acabam afastando os empreendedores da realização, pelo menos por um tempo, de um sonho como esse. Porém, o mercado está muito atento a isso e permite outras saídas aos gestores.

Um grande parceiro, nesse momento, são os escritórios inteligentes. Seguindo o conceito da economia compartilhada, que vem ganhando força cada vez mais no Brasil, o modelo permite uma estrutura profissional completa para o gerenciamento da empresa, enquanto os empreendedores focam no core business do negócio.

A JG Empresarial, por exemplo, presente em Joinville, no norte de Santa Catarina, é referência em escritórios virtuais, e conta com benefícios como:

  • Cessão de endereço fiscal;
  • Cessão de endereço comercial;
  • Atendimento telefônico personalizado;
  • Salas para atendimento e reuniões;
  • Controle de correspondências;
  • Pátio para carga e descarga de mercadorias;
  • Estacionamento próprio.

Desta forma, por meio do endereço comercial e dos inúmeros benefícios da economia compartilhada que acabamos de conhecer nos escritórios inteligentes, empreendedores de todo o Brasil, prestadores de serviço ou não, poderão alavancar os negócios e construir resultados cada vez melhores.

Spread the love